Zeynard

Um forum de RPG chamado Zeynard - O mundo flutuante


    Gideon - Visão Geral

    Compartilhe

    Gideon - Visão Geral

    Mensagem por Bardo Valenfell em Sab Out 01, 2016 10:54 pm

    Em um primeiro momento, percebe-se a magnitude da cidade pelas estruturas. 

    As muitas casas e prédios de Gideon são extremamente próximos, criando muitas vielas e becos escuros. Elas possuem, geralmente, paredes brancas feitas de pedras, calcário e cimento - materiais fáceis de adquirir em uma região tão repleta de pedreiras. A presença de panos também é presente na cidade, seja criando grandes tendas que cobrem ruas inteiras, sombras para as janelas, ou até mesmo enfeitando as grandes paredes e as entradas com tapetes grandiosos. 

    Em um segundo momento, a magnitude é refletida na limpeza.

    Em uma área de deserto, é esperado que haja areia para todos os cantos. Não em Gideon. As ruas são limpas, feitas de pedras bem encaixadas, mármore, cimento e até mesmo metais, que não faltam no país. As paredes não fogem do padrão: não possuem sujeiras e a tintura está intocada, dando um aspecto de novo. Um grande motivo disso são os grandes muros que protegem a cidade de invasores, do vento e de tempestades de areia. Essas muralhas são especialmente feitas para permitirem apenas a passagem do vento em corrente, não deixando o local tão quente e com vento parado.

    Por fim, aventureiros percebem o quão a cidade realmente é grande, pela água.

    Depois de uma crise de sede em Gideon, uma lei rigorosa foi criada: não faltaria água, nem mesmo aos mendigos. Assim que os reservatórios subterrâneos foram encontrados, a límpida água mineral passou a correr livre pela cidade, por aquíferos pequenos e compridos, próximos às calçadas, sobre as ruas e nos telhados das casas e prédios. São canos grossos que passam por toda a cidade e alguns, mais baixos, ficam aberto; eles possuem água corrente a todo momento e qualquer um pode beber desta. Além disso, um sistema muito simples, envolvendo filtros de areia e magia, fazem com que a água sempre esteja purificada, seja de sujeira, seja de veneno ou qualquer tipo de vírus.

    Os ladrões veem muitas vantagens nesses aquíferos, uma vez que andar nesses canos, que passam por cima de ruas, telhados e perto de janelas, são ótimos caminhos para se locomover. Ah, os ladrões. Eles estão muito presentes na área escura da cidade.

    As pessoas mais ricas ficam mais próximas da entrada e do centro; tudo que está ao redor é o subúrbio. Nessa área ficam os ladrões, as prostitutas, os cartomantes e as pessoas pobres. Nesse local, a falta de manutenção nos filtros e os muitos conflitos de gangues fazem com que os aquíferos, muitas vezes, estejam sujos ou até mesmo envenenados. É uma área onde acontecem muitos casos de doença, mas um terror em especial assombra o povo. 

    Uma das piores gangues do local é uma família secreta de cartomantes que utilizam, desde seus primórdios, a magia da maldição. Existem boatos de que essa família controla todo o lado escuro da cidade com suas maldições e pragas. É comum ver alguém doente nesse local, muitas vezes com doenças que não estão ao alcance do povo de Lithiam; por isso suspeita-se de maldições. É onde o medo é constante e predominante e, por isso, ninguém toca em ninguém. Não há olhares nos olhos. Não há conversas de rua. Existem apenas pessoas largadas na rua contra o resto da cidade. Um local onde a morte é constante, e as crianças crescem aprendendo a viver com isso.

      Data/hora atual: Ter Set 26, 2017 6:16 am