Zeynard

Um forum de RPG chamado Zeynard - O mundo flutuante


    [ FICHA ] Nied;

    Compartilhe
    avatar
    Nied


    Ficha do personagem
    HP:
    13/13  (13/13)
    Level: 1
    Dinheiro: 4.898 gil

    [ FICHA ] Nied;

    Mensagem por Nied em Sex Nov 25, 2016 7:53 pm


    Nome: Nied.

    Gênero: Masculino.

    Idade: 25 anos.

    Aparência: Como todo típico Draconi, Nied tem uma estrutura esguia e atlética. Atinge seus dois metros e meio (2,35cm) com facilidade, pesando 119kg. Seu corpo é belo, por assim dizer, possuindo um modelo com detalhes como se fossem feitos a mão por serem perfeitamente postos e desenhados. Também, os músculos são bem formados apesar de não possuírem exageros, fazendo uma combinação harmoniosa com seu perfil. Os cabelos albinos e finos são curtos para os lados e só caem-lhe sobre os olhos e testa, deixando que apenas uma das orbes acinzentadas seja visível. É de costume sempre vestir roupas mais rígidas e refinadas, mas quando estas não se fazem presentes, seus braços e peito são manchados por escamas negras, além de vários outros pequenos pontos de seu corpo. Cicatrizes de seu passado também não estão em falta, sendo marcas tão notáveis quanto os caninos afiados que são de posse desde pequeno. Por fim, os chifres que brotam em sua cabeça tem um tom da mesma cor que as escamas, apesar de formar um mesclado com alguns tons escuros de branco.

    Personalidade: Nied tem fortes tendências a ser silencioso e sereno. Dificilmente demonstra alguma feição em prol de qualquer outra coisa além de sua esposa, podendo até mesmo parecer indiferente diante de outros. O problema é que mesmo com toda essa impressão e aura pesada, não é dono de quaisquer outras intenções além de desejar o bem de cada um; sabe que não passou pelas piores coisas do mundo, mas simultaneamente, não deseja a ninguém que seus sentimentos e sonhos sejam arrancados de forma tão bruta como os próprios foram. É um homem bastante esforçado com cada trabalho que toma para si e não demonstra sentir medo de nada, levando a sério as coisas quando exigem esse tipo de pessoa. Apesar de tudo, tenta manter certo tipo de humor, mesmo que sempre prefira guardar para si sorrisos e palavras. Toda essa personalidade reservada e severa serve como uma casca para proteger-se do mundo, sendo apenas Mirae que conhece o bom dragão que há dentro do coração do albino, cheio de amor e carinho para dar, com um calor dificilmente encontrado.

    Background: As primeiras memórias de Nied apresentam apenas sangue, gritos e tristeza. Lembra-se como um borrão ouvir vozes maduras implorando coisas como ''O deixem ficar!'', ou ''Levem-me mas não façam isso!'', enquanto alguém segurava-lhe violentamente pelos pulsos, arrastando o pequeno corpo para fora do lar sem cerimônias. Desde esse momento, então, que as coisas começam a se tornar claras para um vida tortuosa e cheia de obstáculos. Seus primeiros anos de vida baseiam-se em uma infância com escassez de felicidade e uma figura provedora para o acolher e dar amor: sempre esteve ao comando de um senhor rígido e que maltratava-o simplesmente por querer, visto que o albino não possuía nem sequer forças para se manter de pé após uma noite de trabalho e vida derramada. Por obra disso, começou a desenvolver certa fragilidade com formar laços ou tão sequer ter contato com outros, sendo até aquele momento, algo que ele nunca esperaria ser capaz de provar e retirar bons momentos. Com o tempo, o homem que era responsável pelo Draconi morreu, e repentinamente foi sequestrado mais uma vez por uma das pessoas que cercavam seu dia; sempre tivera rostos em sua cola que pareciam possuir intenções piores que as do seu primeiro dono, e dessa vez, as coisas só iriam se aprofundar de mal a pior.

    Assim que foi levado a sua nova casa, o garoto foi surpreendido por uma coleção de risadas debochadas e várias pessoas que logo de cara, poderiam ser julgadas como péssimas. Em breve, pretendia lutar contra e revidar todo aquele sofrimento — apesar da insegurança de não ser o bastante, mesmo que tivesse desenvolvido alguma força perante tantas dificuldades. O problema só veio se mostrar presente no dia seguinte, e Nied teve a surpresa de descobrir contra quem realmente deveria lutar. Havia sido capturado para lutar em algo semelhante a uma ''Briga de Galo'', mas incluindo apenas Draconis que tinham fama por sempre resolverem as coisas especialmente com força bruta. Seu mecanismo era semelhante a de um coliseu, e dependendo do quão fracassado tivesse sido o perdedor, ele poderia ser desde maltratado impiedosamente, até ser silenciado pela morte.

    Para a surpresa de todos, Nied conseguiu perdurar-se por anos vivo naquelas lutas, e cada vez mais que ganhava experiência em vencer, foi tornando-se uma máquina de matar. O físico se tornou potente, mesmo que sem exageros, e consequentemente, sua força aumentou em níveis altos. Não havia ninguém que pudesse detê-lo durante a adolescência, faltando tão pouco para que pudesse se rebelar contra seus superiores em um ataque sorrateiro, mostrando que ninguém poderia domar a fera que criaram. Aquelas cicatrizes e escamas não escondiam o que ele era, junto dos enormes chifres pretos que repousavam em sua cabeça. Inclusive, lembra-se com clareza que eles foram o motivo de ter conseguido vencer a primeira luta que passou antes das diversas que viriam. Naquele dia, seus olhos estavam mais intensos, escuros. Foi empurrado para um campo vazio e com cheiro deteriorado, com vários componentes encardidos de apostas anteriores. Seu oponente era um homem mais velho e forte, que em poucos minutos, havia conseguido sem esforços deixar o menino em seu pior estado: cansado, imune, no fim da linha para perder. No entanto, aquelas vozes, a gritaria constante dizendo que perderia, o chamado de inútil e um ''esse lixo é pior que seus pais'' foi suficiente para que imobilizasse o outro dragão no chão com uma fúria jamais vista, deixando marcas que nunca voltariam ao seu estado original, especialmente no rosto, que fora completamente desfigurado com os chifres. Além de ter arrancado-lhe outras diversas partes e banhado-se em um sangue impuro, a raiva que vinha guardando por tantos anos o marcou.

    Adiante, pouco dias antes do que tinha pretendido protestar contra tais, uma polícia com descendência élfica invadiu o local meio a uma luta, e além de terem prendido os organizadores, foram capazes de levarem consigo todos aqueles que estavam presentes. Por mais canhestra que fosse a situação, foi com êxito que o coração de Nied se esquentou por alguém, e pela primeira vez, não teve medo. Seu contato com a filha em treinamento dos oficiais foi silenciosa: enquanto a mesma desamarrava o Draconi, não houveram palavras que descrevessem o que um simples trocar de olhares resolveu em tanto tempo. Os machucados mais profundos pararam de doer, e era como se alguém tivesse apagado em um piscar de olhos tudo que já havia passado em cárcere. Demorou para que o albino entendesse que teve seus sentimentos retribuídos, mas inicialmente, a relação de ambos era engraçada. A forma como Mirae cuidava do rapaz eram suficientes para compensar todas as birras e teimosia que esta fazia o dia inteiro, com exceção de quando tinha que ir embora para resolver assuntos semelhantes com seus pais, fazendo-o pensar o resto do tempo em quando chegaria o próximo encontro. Se passaram anos com cada vez mais a relação se intensificando, cheio de altos e baixos com relação a seus sentimentos que apesar de tudo, nunca mudavam. Era amor e apenas amor, do mais puro e não admiração.

    Sem tardar, o dragão percebeu que aquela era a pessoa com quem queria explorar o mundo. Com quem iria desbravar mil mares e mil céus, de mãos dadas, até o fim. Assim, casou-se com a menor, e até os dias de hoje, a mesma foi a única capaz de provar para ele que nem tudo era apenas maldade e perdição, tendo encorajado-o sem nem notar em usar todas as suas forças e amor para protegê-la.

      Data/hora atual: Sex Jul 21, 2017 3:38 am