Zeynard

Um forum de RPG chamado Zeynard - O mundo flutuante


    [ FICHA ] He'el Wyrmbalwe.

    Compartilhe
    avatar
    He'el Wyrmbalwe
    Céu Boreal


    Ficha do personagem
    HP:
    19/19  (19/19)
    Level: 1
    Dinheiro: 7000 gil

    [ FICHA ] He'el Wyrmbalwe.

    Mensagem por He'el Wyrmbalwe em Dom Out 02, 2016 11:24 pm


    Nome: He'el Wyrmbalwe.
    Idade: 37 anos de idade.
    Gênero: Masculino.

    Descrição Física: He'El carrega consigo os principais traços de sua raça, de forma com que seja impossível confundí-lo. Possui por volta de dois metros de altura, de porte físico atlético apesar de músculos não tão exagerados. Seus fios curtos e lisos são tão brancos quanto a sua pele, pálida e escamosa em alguns pontos específicos, mas sem dúvida suas características marcantes são os seus chifres; Ao todo, He'El possui dois pares destes, que apresentam uma coloração degradê que vai de um negro feito ébano a um suave lilás. Seus olhos e lábios finos naturalmente apresentam uma coloração semelhante. Abaixo do seu olho esquerdo uma marca de nascença facilmente poderia ser confundida com uma tatuagem. Debaixo de seus trajes, ele possui marcas ainda maiores, onde das costas recebem destaque por se parecerem asas.

    Descrição Psicológica: A maioria das pessoas que olham para He'El criam uma ideia equivocada do caráter deste Draconi, como costumeiro. Debaixo daquela montanha existe um coração grande e quente, de uma pessoa de boa índole e livre de qualquer maldade em seu coração, beirando a inocência. É de seu costume ser muito quieto e calado, preferindo não opinar até que seu nome seja chamado e sendo lembrado sempre como "aquele das poucas palavras".

    Ele de longe não é o mais inteligente, no entanto é extremamente leal e possui uma força de vontade inextinguível. A sua lealdade e companheirismo irrefutáveis o leva a sempre querer destruir os seus limites, tudo para alcançar os seus objetivos e proteger os seus amigos, coisa que acredita cegamente ser a sua maior missão em vida. Sempre será o primeiro a ajudar um amigo, seja lá como for, e se esforçará para não caír de forma alguma. E, devido a sua falta de raciocínio, deixa-se levar facilmente pelas emoções e as usa como combustível para seguir em frente.

    Possui manias extremamente infantis, as quais nem percebe. Ele, por um exemplo, costuma tomar decisões importantes e difíceis num simples "cara ou coroa", não importa o que seja. Acredita em supertições bobas, chegando ao ponto de irritar-se com aqueles que caçoam de sí por suas manias. Em dias chuvosos, torna-se ainda mais quieto e distante do que o costumeiro, devido a traumas antigos.

    Background: Seu passado não é um segredo, e sequer há muito o que dizer sobre o mesmo. Em tempos os quais ele próprio já não se recorda mais, He'El nasceu em uma família humilde e pacífica, cujo preferia manter-se distante de seus instintos guerreiros para garantir a proteção de seus queridos filhos. Retiravam o seu lucro da colheita, e assim seguiam a sua vida tranquilamente em uma vila afastada da cidade grande.

    Estava tudo muito bem, até uma fatídica noite chuvosa que selou o destino de He'el para sempre. Jovem demais para lembrar-se do fato nos dias atuais, seus pais foram assassinados, onde apenas ele e seus irmãos pequenos foram poupados. Deste jeito, todos seriam contrabandeados para quem pagasse mais, o que nem era muito; Afinal, mão-de-obra barata era muito prezada. Todos foram separados para nunca mais se encontrarem, e He'el foi pego por uma família de humanos.

    Era tratado como um animal, enjaulado e usado apenas quando necessário, para fazer o trabalho pesado da família ao custo de um prato de comida por dia. Ele não tinha contato algum com o exterior: Não sabia falar, nem ler. Vivia para trabalhar e com medo do chicote, que constantemente marcava a sua pele violentamente quando errava alguma tarefa. E mesmo assim, ele não revidava, sempre aguentando de pé e sem cair.

    Continuou por muito tempo feito uma fera irracional, até ter o primeiro contato com um humano que tinha o coração tão bom quanto o seu. A filha do casal, Cyem, odiava o que seus pais faziam com ele e buscava sempre um jeito de ajudar. Para aliviar a sua consciência, que pesava quando via as agressões contra ele, a garota tratou de o educar. Ensinou-o a ler, a conversar e até mesmo o deu um nome; He'el. Tudo as escondidas para que nem ele e nem ela sofressem as consequências.

    A partir deste dia, ele finalmente ganhou um novo objetivo em sua vida. Queria desbravar novos horizontes e, junto dela, contemplar com os seus próprios olhos tudo o que lhe foi descrito. Estava feliz. Mas isso não durou tanto tempo.

    Certa noite, os pais de Cyem acabaram descobrindo que ela estava tendo contato demais com aquela coisa, e o resultado foi um dos piores possíveis. O castigo dela fora ser agredida e tratada feito um animal, como He'el, que escapou de sua prisão no momento que viu o ato. Foi a primeira vez que reagiu, e fugiu com a garota em seus braços, buscando ajuda em algum lugar desesperadamente. De nada adiantou, e Cyem faleceu em seus braços, o fazendo prometer antes disto que He'el iria fitar todos aqueles lugares que os dois viram nos livros antigos.

    Motivado então a explorar o mundo e desfrutar de sua liberdade, tanto por ele quanto por Cyem, He'el deixou aquele lugar e foi para o mais longe possível, sem destino. Ao invés de almejar ser um grande guerreiro ou ganhar rios de ouro, He'el sempre procurou de algum jeito tampar o buraco que havia se aberto em seu coração, e acredita até hoje que conseguirá quando finalmente explorar todo o mundo.

    Informações Adicionais:

    • Seu sobrenome foi tirado de um herói, protagonista de um conto que leu junto de Cyem. Ele era um guerreiro conhecido como "Muralha", lembrado por sempre ganhar as lutas sem revidar, cansando os inimigos e mantendo-se de pé sem desferir golpe algum.


      Data/hora atual: Sex Nov 17, 2017 11:01 pm